quarta-feira, 7 de maio de 2008

Meio século de história: glamour e modernidade no coração do centro de BH

Jairo Bittencourt, João Marcos Linhares, Thiago Prata, Washington Magalhães

Visto do alto, numa visão panorâmica, como, por exemplo, de um avião monomotor, não parece ser diferente dos demais do centro de Belo Horizonte. Mas para quem o conhece e sabe um pouco de sua história e acontecimentos do passado, concorda que o edifício Acaiaca, localizado na Avenida Afonso Pena com a Rua Espírito Santo, no coração da cidade, é diferente dos outros arranha-céus da capital. Quem sabe disso muito bem é João Alves de Souza, 69 anos. João é morador do bairro Goiânia e lembra que naquela época ia trabalhar a pé para economizar dinheiro. “Trabalhar nesse edifício era muito bom por ser um prédio tradicional em BH”, conta.
Leia mais >>

7 Comentários:

Blogger Geane Alzamora disse...

Estranho, meu comentario nao apareceu... faco novamente: a pauta ficou bacana, mas faltou esforço de reportagem: só um personagem???? O link para o video dos insetos nas árvores do centro, nos anos 60, é bacana, mas nao situa o edifício, tal como está no texto de vocês.
Geane

7 de maio de 2008 20:22  
Blogger Tudo Novo, De Novo... disse...

Curti a pauta e finalmente aprendi o porquê daquelas carrancas de índio lá no alto do prédio! Só achei que o texto perdeu fôlego mais pro final, mas mesmo assim, gostei!!

8 de maio de 2008 11:08  
Blogger Anni disse...

A idéia da reportagem foi muito boa, mas achamos algumas frases do texto um pouco confusas.. Talvez nós é que não temos a mente tão aberta para entender o q vcs quiseram dizer..
Mas ficou bem legal!

Eliane e Anni

8 de maio de 2008 11:18  
Blogger RaFaeLa disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

8 de maio de 2008 11:19  
Blogger RaFaeLa disse...

Ah... o elevador hiper radical do Acaiaca... medooo!

Senti falta de personagens, mas os dados históricos valeram mto a pena!

ah.. queria mais fotos!

8 de maio de 2008 11:20  
Blogger João Marcos disse...

Idéia interessante e foto muito boa. Achei bem informativo, mas pecou em algumas partes do texto e na falta de personagens. Mas, em termo de conjunto, valeu!

João Marcos

8 de maio de 2008 11:21  
Blogger mayra disse...

Ótima pesquisa e a foto ficou ótima! Senti falta de mais personagens, mas a pesquisa histórica dá um fôlego legal para a reportagem.
Muito bom! Parabéns!

8 de maio de 2008 11:22  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial