terça-feira, 6 de maio de 2008

Gigante invisível

Diego Mancini, Filippe Nilo, Marco Túlio Ulhôa

Edifício no centro de BH é referência para a música popular

O prédio ocupa quase um quarteirão inteiro da Avenida Olegário Maciel, mesmo assim ainda é desconhecido da grande maioria da população que passa pelo centro da capital. Estamos falando do Mercado Novo , um ponto de encontro dos apaixonados pela música. Mesmo com todas as dificuldades e problemas estruturais, o Mercado ainda transborda cultura e para alguns é o único espaço aberto para expôr o talento e a criatividade.
Leia mais >>

4 Comentários:

Blogger Geane Alzamora disse...

A reportagem ficou interessante, a pauta bem delineada, o texto bom. Mas a estrutura é de impresso (veja video abaixo? a frase não faz sentido, aí precisaria ter um link para o vídeo - mas que vídeo???)e o uso dos links precisa ser aprimorado: link para UFOP, instrumentos de sopro, um monte de wikipedia etc etc... pessoal, qual é a função dos links em reportagens????
Geane

7 de maio de 2008 20:39  
Blogger RaFaeLa disse...

Confesso! Faço parte da "maioria da população" que desconhecia essa diversidade toda do Mercado Novo. Pra mim, era apenas um "primo pobre" e meio "queimadinho" do Mercado Central!

Gostei da matéria!

8 de maio de 2008 11:04  
Blogger Tudo Novo, De Novo... disse...

Eu tive que calçar as sandálias da humildade e engolir o fato de que, mesmo sendo músico, não tinha nem idéia de que o Mercado Novo era o lugar pra se procurar luthiers.
Fazer matérias também é cultura!! hehehe
Diego

8 de maio de 2008 11:13  
Blogger Thiago Apollo disse...

Ficou legal. O texto casou bem com as imagens. A linguagem usada não é cansativa e prende bem a atenção. O título retrata com maestria o que virá depois.
Muito doidoooooooo!!!
Metaaaaaall!!!

8 de maio de 2008 11:16  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial